3 de mai de 2010

Sou lenda!



Sou Lenda...Pq as lendas são envoltas
em Mistérios e Magias.
São uma criação dos caminhos da mente,
da vaga imaginação da liberação dos silêncios da alma.
Sou Lenda.Pq as lendas correm livres junto ao vento.
Buscando as vozes da memória para q alcancem
as histórias perdidas no tempo.
Sou Lenda.Pelo desejo incontido q há em mim,
de tornar possível o encontro entre a Lua e o Sol.
Diminuindo o entrave da dor.
Então...
Sendo Lenda:Posso cavalgar pelos sonhos,
velejar pelos mares da sua saudade,
passear, solta pelo seu pensamento.
Sendo Lenda:Posso brincar na sua alegria,
ser parte da sua emoção,e caminhar
tranqüila,pela sua ilusão...
Sendo Lenda:Posso escrever meu nome em sua vida.
E me instalar no aconchego do seu coração.
Como uma sensação chegando pelo perfume do ar.
Sendo Lenda:Posso ser parte de você.
Sem você perceber...

(Marcos Ernani)

"Deveríamos ser sensíveis como as crianças,
que sentem alegria nas pequenas coisas..."


Adeus,


que é tempo de marear!



Por que procuram pelos olhos meus

rastros de choro,

direções de olhar?



Quem fala em praias de cristal e de ouro,

abrindo estrelas nos aléns do mar?

Quem pensa num desembarcadouro?

- É hora, apenas, de marear.



Quem chama o sol? Mas quem procura o vento?

e âncora? e bússola? e rumo e lugar?

Quem levanta do esquecimento

esses fantasmas de perguntar?



Lenço de adeuses já perdi...Por onde?

- na terra, andando, e só de tanto andar...

Não faz mal. Que ninguém responde

a um lenço movido no ar...



Perdi meu lenço e meu passaporte

- senhas inúteis de ir e chegar.

Quem lembra a fala da ausência

num mundo sem correspondência?



Viajante da sorte na barca da sorte,

sem vida nem morte...



Adeus,

que é tempo de marear!



CECÍLIA MEIRELES