15 de dez de 2011

A continuidade da minha canção
A essência de meus versos
A rima mais perfeita
O verbo q conjugo ...
O término das minhas buscas
O escolhido
O marcado
Q sejas meu objetivo alcançado
Acima de tudo
Sejas o amor jurado
Q diante do q desejo, sejas ...
Seja eu, teu raio de luz
Seja eu, a tua euforia
Tua maior alegria ...
O encanto de teus dias
Q além de teus sonhos
Seja eu, a tua realidade ...
A essência, o corpo q te invade
O abraço q te enlaça
O beijo q nos sela
O amor q nos espera ...
TU E EU
Q assim seja ...
♥♥♥AMOR SEMPRE AMOR ♥♥♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário

(Marcos Ernani)

"Deveríamos ser sensíveis como as crianças,
que sentem alegria nas pequenas coisas..."


Adeus,


que é tempo de marear!



Por que procuram pelos olhos meus

rastros de choro,

direções de olhar?



Quem fala em praias de cristal e de ouro,

abrindo estrelas nos aléns do mar?

Quem pensa num desembarcadouro?

- É hora, apenas, de marear.



Quem chama o sol? Mas quem procura o vento?

e âncora? e bússola? e rumo e lugar?

Quem levanta do esquecimento

esses fantasmas de perguntar?



Lenço de adeuses já perdi...Por onde?

- na terra, andando, e só de tanto andar...

Não faz mal. Que ninguém responde

a um lenço movido no ar...



Perdi meu lenço e meu passaporte

- senhas inúteis de ir e chegar.

Quem lembra a fala da ausência

num mundo sem correspondência?



Viajante da sorte na barca da sorte,

sem vida nem morte...



Adeus,

que é tempo de marear!



CECÍLIA MEIRELES